gallery/capa simpósio png

II Simpósio Internacional sobre Desenvolvimento Profissional Docente, subordinado ao tema central “Rede de Aprendizagem em Foco” foi realizado na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, no período de 16 a 18 de novembro de 2015.

Nesta edição o evento articulou-se também com o II SETEPE – Seminário de Temas Pedagógicos, com o objetivo de congregar estudantes das Licenciaturas, dos Programas Especiais de Formação Pedagógica (PROFOP e PARFOR) e do PDE, na perspectiva de oportunizar momentos específicos de aprofundamento em temáticas que envolvem a formação docente e o cotidiano escolar.

O II SIDPD e o II SETEPE constituíram uma organização conjunta da Diretoria e Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional – DIRGRAD / PROGRAD e do Departamento de Educação - UTFPR, Curitiba – Paraná, Brasil.

O II Simpósio Internacional sobre Desenvolvimento Profissional Docente busca promover reflexão, interlocução e aprofundamento teórico junto a pesquisadores da área que se dedicam à investigação sobre o desenvolvimento profissional, tendo como temática de referência a “rede de aprendizagem em foco”. Em relação ao I SIDPD foi incluída uma um eixo temático e nessa perspectiva, constituem-se áreas de reflexão e investigação:

• “A aprendizagem docente na formação inicial e inserção profissional”,

• “Políticas e processos de avaliação da aprendizagem docente”,

• “Aprendizagem em serviço e desenvolvimento profissional docente” e

• “Diretrizes para formação docente”.

A conferência de abertura teve como assunto “A construção e desenvolvimento de competências profissionais dos professores em um contexto de aprendizagem em rede” e foi proferida pela Prof.ª Dr.ª Manuela Esteves da Universidade de Lisboa, Portugal.

“Os saberes universitários acerca da educação superior: as demandas do professorado para o desenvolvimento profissional docente” foi tema da conferência de encerramento e o Prof. Dr. Miguel Zabalza, Universidade de Santiago de Compostela, Espanha conduziu um momento para uma reflexão significativa, analisando a formação docente e o desenvolvimento profissional.

Seguindo o mesmo formato do primeiro simpósio, a organização de painéis temáticos compôs a programação e a apresentação de assuntos vinculados às linhas temáticas propiciaram momentos de excelentes análises e reflexões.

Painel I – “A formação do professor surdo: singularidades linguísticas, culturais e tecnológicas”

Prof.ª Dr.ª Karin Strobel – Universidade Federal de Santa Catarina
Prof.ª Dr.ª Sueli de Fátima Fernandes – Universidade Federal do Paraná
Prof.ª Dr.ª Silvia Andreis Witkoski – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Painel II – “O desenvolvimento profissional docente e a aprendizagem em rede”

Prof.ª Dr.ª Kátia Maria da Cruz Ramos – Universidade Federal de Pernambuco
Prof.ª Dr.ª Inge Renate Fröse Suhr – Centro Universitário UNINTER
Prof. Dr. Oséias Santos de Oliveira – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Painel III – “Competências docentes para práticas de formação de professores em rede”

Prof.ª Mónica Coronado – Universidade do Cuyo, Argentina
Prof.ª Dr.ª Adriane Knoblauch – Universidade Federal do Paraná
Prof.ª Dr.ª Maria Silvia Bacila Winkeler – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Painel IV – “Formação e avaliação dos profissionais docentes”

Prof. Dr. José Carlos Bernardino Carvalho Morgado – Universidade do Minho, Portugal
Prof.ª Dr.ª Joana Paulin Romanowski – Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Prof.ª Dr.ª Marielda Ferreira Pryjma – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Painel V – “As diretrizes para a formação docente: desafios e perspectivas”

Prof.ª Dr.ª Iria Brzezinski – Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Prof.ª Dr.ª Maria Isabel da Cunha – Universidade do Vale do Rio do Sinos
Prof.ª Dr.ª Flávia Dias de Souza – Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Além das conferências, painéis e apresentações de trabalhos o II SIDPD e II SETEPE inseriu dois momentos de diálogos, trocas e possibilidades de articulação entre pesquisadores, nos Grupos de Trabalho (GTs).

A participação nos GTs esteve condicionada ao envio de memorial descritivo, onde os interessados justificaram o interesse pelas temáticas propostas. Também foram convidados pesquisadores, de diferentes Instituições de Ensino Superior, para compor os GTs. As propostas dos Grupos de Trabalho foram assim organizadas:

Grupo de Trabalho 1 – GT 1

Tema: A aprendizagem docente na formação inicial e inserção profissional /  Diretrizes de formação

Mediadores externos: Prof.ª Manoela Esteves (Univ. Lisboa/Portugal), Prof.ª Iria Brzezinski (PUC Goiás), Prof.ª Mónica Coronado (Univ. de Cuyo/Argentina), Prof.ª Joana Romanowski (PUCPR), Prof.ª Adriane Knoblauch (UFPR)

Mediadores locais: Maria Silvia Bacila Winkeler (UTFPR) e Flávia Dias de Souza (UTFPR

Grupo de Trabalho 2 – GT 2

Tema: Aprendizagem em serviço e desenvolvimento profissional docente / Políticas e processos de avaliação da aprendizagem docente

Mediadores externos: Prof. Miguel Zabalza (Univ. de Santiago de Compostela/Espanha), Prof.ªMaria Isabel da Cunha (Unisinos), Prof. José Morgado (Univ. do Minho/Portugal), Prof.ª Kátia Ramos (UFPE), Prof.ª Inge Suhr (UNINTER)

Mediadores locais: Prof.ªMarielda Pryjma (UTFPR) e Prof. Oséias Santos de Oliveira (UTFPR)

 

gallery/logo